imagem top

2019

ANUÁRIO DO HOSPITAL
DONA ESTEFÂNIA

CHULC LOGOlogo HDElogo anuario

CASUÍSTICA DOS IMPLANTES OSTEO-INTEGRADOS BAHA NO HOSPITAL DONA ESTEFÂNIA

José Colaço1, Cecilia Elias2, Inês Moreira1, Luisa Monteiro1.

1 - Otorrinolaringologia, Hospital Dona Estefânia, Centro Hospitalar Lisboa Central, E.P.E.;
2 - Otorrinolaringologia, Hospital São José, Centro Hospitalar Lisboa Central, E.P.E.

 - 59º Congresso Anual da SPORL (Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e CirurgiaCervico-Facial), VISEU, 2012 (Poster).

Introdução: Os implantes osteointegrados (BAHA) trazem inúmeras vantagens em pacientes selecionados. Fez-se uma casuística do Serviço de Otorrinolaringologia (ORL) do Hospital Dona Estefânia (HDE), das crianças submetidas a BAHA e avaliação dos ganhos audiológicos.

Materiais e métodos: Estudo retrospetivo, com consulta dos processos clínicos de todas as crianças entre os 5 e 17 anos de idades que foram submetidas a colocação de BAHA no Serviço de Otorrinolaringologia do HDE entre 2008 e 2011. A população total estudada foi de 9 crianças. Para cálculo dos ganhos funcionais utilizou-se o audiograma tonal.

Resultados: Das 9 crianças submetidas a colocação de BAHA, 7 eram do sexo masculino e 2 do sexo feminino, sendo a média de idade de 12 anos e 6 meses. Relativamente à etiologia da hipoacúsia de condução, 6 crianças tinham sido operadas a colesteatoma bilateral e 3 tinham malformação do ouvido médio/interno (com ou sem anótia). Seis doentes colocaram BAHA à direita e três à esquerda. Em 56% das crianças foi feita a colocação do BAHA num tempo cirúrgico, 22% em 2 tempos cirúrgicos e em 22% foi feita incisão linear. Verificou-se ainda que o ganho funcional foi de 20db no pior caso e 46dB no melhor caso.

Conclusão: Os implantes BAHA são conhecidos a longo termo como um método seguro, eficaz, com baixa percentagem de complicações pós-cirúrgicas e altamente benéfico para pacientes selecionados. O BAHA é o melhor método terapêutico em pacientes selecionados: com hipoacúsia de condução, hipoacúsia mista e hipoacúsiasensorioneural unilateral. Estão contraindicados em crianças menores que 5 anos. As crianças submetidas a BAHA têm um ganho tonal funcional relevante, melhoria na concentração, aprendizagem e desenvolvimento.

Palavras-chave: