imagem top

2019

ANUÁRIO DO HOSPITAL
DONA ESTEFÂNIA

CHULC LOGOlogo HDElogo anuario

BIÓPSIA DE VILOSIDADES CORIÓNICAS. CASUISTICA DO HOSPITAL DONA ESTEFÂNIA – CHLC

Margarida Enes, Vanessa Olival, André Reis Correia, Raquel Condeço, Ana Bernardo, Paula Caetano, Ricardo Mira.

Serviço Ginecologia e Obstetricia, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa Central, E.P.E.

 - X Jornadas Internacionais de Diagnóstico Pré-Natal.

Objectivos: Avaliar a qualidade e boas-práticas do Departamento de Diagnóstico Pré-Natal do Hospital Dona Estefânia na realização de Biópsia das Vilosidades Coriónicas (BVC).

Material e Métodos: Estudo retrospectivo de Julho/2011 a Dezembro/2011. Análise dos processos clínicos e consulta telefónica com as utentes. Variáveis em estudo: indicação para a BVC, consentimento informado, Idade Gestacional, intercorrências durante o procedimento, profilaxia de isoimunizaçãoRh, reavaliação do bem-estar materno-fetal posteriormente ao procedimento, quantidade e qualidade da amostra, necessidade de Amniocentese, resultado do estudo genético, outcome da gravidez, complicações na unidade feto-placentar, complicações maternas e no recém-nascido (RN).

Resultados: Foram realizadas 29 BVC. Principais indicações para o estudo: Idade Materna Avançada, rastreio bioquímico positivo e alterações na ecografia de 1ºTrimestre (72%). O consentimento informado foi assinado em 97% dos casos. A IG aquando do procedimento encontra-se dentro do intervalo recomendado em 100% dos casos. Foi realizadaprofilaxia da isoimunizaçãoRh sempre que indicado. Taxa de reavaliação de bem-estar materno-fetal: 97%. Classificação da amostra: qualidade - boa/muito boa (86%), má (10%), sem dados (3%); quantidade -suficiente (80%), insuficiente (17%), sem dados (3%). Foi necessária amniocentese em 7% dos casos. Resultado do estudo genético: cariótipo normal: 86%, alteração genética: 14%. Outcome da gravidez: interrupção médica da gravidez: 7%; taxa de aborto: 0%. Taxa de complicações: feto-placentares 17%, maternas 0%, no RN 0%.

Conclusões: A amostra avaliada é reduzida pelo que os resultados obtidos não são válidos em termos estatísticos, contudo, vão de encontro aos descritos na literatura e permitem inferir das boas-práticas do Serviço.

Palavras-chave: biópsia de vilosidades coriónicas; casuística.