imagem top

2019

ANUÁRIO DO HOSPITAL
DONA ESTEFÂNIA

CHULC LOGOlogo HDElogo anuario

COLECISTITE AGUDA ALITIÁSICA - UMA FORMA RARA DE HEPATITE A

Sónia Madeira Gomes¹; António Campos²; Sara Nóbrega²; Luis Varandas¹; Catarina Gouveia¹

1 - Unidade de Infecciologia, Área de Pediatria Médica, H. Dona Estefânia, CHLC- EPE Lisboa, Portugal; 2 - Unidade de Gastrenterologia Infantil, Área de Pediatria Médica, H. Dona Estefânia, CHLC- EPE Lisboa, Portugal

Divulgação: XV Congresso Nacional de Pediatria

Resumo:
Introdução: A colecistite aguda alitiásica é uma complicação rara da hepatite A e o diagnóstico implica elevado índice de suspeição.
Caso clinico: Rapaz de 11 anos de idade, previamente saudável, com febre e dor no hipocôndrio direito com um dia de evolução. Três dias depois surge icterícia, colúria e acolia. Ao exame objectivo apresentava Murphy vesicular, sem hepatoesplenomegalia ou estigmas de doença hepática crónica. A avaliação analítica revelou: Hb – 12.2g/dL, Leuc – 6,4 G/L, PCR 2 mg/L, ALT - 3018 U/L, AST – 1599 U/L, GGT 189 U/L, FA – 311 U/L, bilirrubina total 4.85 mg/dL, Bilirrubina conjugada 3.37 mg/dL. A ecografia abdominal revelou distensão da vesícula biliar e espessamento da parede de 8 mm. Foi excluída sépsis ou outra infeção. A serologia para Hepatite A confirmou infecção aguda com IgM e IgG positivas. Fez-se o diagnóstico de colecistite aguda alitiásica e iniciou tratamento conservador com melhoria clínica, analítica e imagiológica progressivas. Teve alta ao 10º dia de internamento, com melhoria da dor abdominal. Após 3 meses mantém boa evolução.
Conclusão: A associação entre a colecistite aguda alitiásica e a hepatite A é rara, mas deve ser considerada na ausência de co-morbilidades e exclusão de outras infecções. Neste caso, a ausência de icterícia inicial dificultou o diagnóstico, sugerido, no entanto, pela hipertransaminémia marcada. O reconhecimento precoce desta situação é importante de modo a evitar procedimentos invasivos desnecessários e eventual adoção de medidas de saúde pública.

Palavras Chave: Hepatite A, colecistite aguda alitiásica