imagem top

2018

ANUÁRIO DO HOSPITAL DONA ESTEFÂNIA
REPOSITÓRIO MÉDICO CIENTÍFICO

logo chlclogo HDElogo anuario

PERTURBAÇÃO DE HIPERTATIVDADE E DÉFICE DE ATENÇÃO: QUAIS OS SEUS FACTORES PREDITORES?

Sarah do Amaral (1); Mónica Mata (1)

1- Médica Interna do 1º ano de Formação Específica de Psiquiatria da Infância e da Adolescência, Área da Mulher e da Criança, Hospital Dona Estefânia, Centro Hospital Dona Estefânia, Centro Hospitalar Lisboa Central, Lisboa.

- Congresso da Associação Nacional de Internos de Psiquiatria da Infância e da Adolescência 2017, sob formça de Poster.

Resumo:
Introdução:Perturbação de hiperatividade e défice de atenção (PHDA) é das perturbações de saúde mental mais frequente em crianças e um motivo elevado de referenciação à nossa consulta. É uma perturbação do neurodesenvolvimento que tem impacto nos diferentes contextos da vida da criança, assim como na família. Por ser uma perturbação muitas vezes difícil de diagnosticar é importante conhecer e detectar quais os eventos precoces da vida da criança que se apresentam como factores de risco para o desenvolvimento da PHDA.
Objectivos:Revisão bibliográfica do tema da PHDA e os seus factores preditores.
Métodos: Foi colocado na base de dados do Pubmed palavras chaves como “attention deficit hiperactivity disorder”, “risk factores”, “early life events”, “peri-natal”.
Conclusão: Existem vários factores de risco estabelecidos nos eventos precoces na vida da criança que acontecem no periodo pré-natal, como exemplo a idade materna; assim como no periodo peri e pós-natal que servem como factores preditores que influenciam o neurodesenvolvimento da PHDA. No entanto, deverão ser feitos mais estudos com intuito de reconhecer outros eventos precoces de vida que possam afectar o neurodesenvolvimento.

Palavras Chave: Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção