imagem top

2018

ANUÁRIO DO HOSPITAL DONA ESTEFÂNIA
REPOSITÓRIO MÉDICO CIENTÍFICO

logo chlclogo HDElogo anuario

BLOQUEIO ECOGUIADO PARAVERTEBRAL TORÁCICO CONTÍNUO, EM CRIANÇAS

Hugo Reis1; Hugo Trindade2

1 - Anestesiologia, Centro Hospitalar de Vila Real
2 - Anestesiologia, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE, Lisboa

Apresentação sob a forma de póster no Congresso do Clube de Anestesia Regional (CAR)

Resumo:
Introdução:
O Bloqueio Ecoguiado Paravertebral Torácico Continuo (BPVTC) é uma técnica de anestesia regional avançada, com resultados comprovados nos adultos, mas que na pediatria peca pela falta de evidencia e experiência
Caso Clínico:
Criança de 7 anos, ASA II, submetido a Lobectomia inferior esquerda (toracotomia), sob AGB e Bloqueio Ecoguiado Paravertebral Torácico Contínuo (nível de T6; abordagem medial (apófise transversa) para-sagital obliqua, in-plane; bólus inicial, 10 ml Ropivacaína 0,375%; Cateter com perfusão contínua, Ropivacaína 0,2%, 4 ml/h.) Sem queixas de dor no pós-operatório, VAS score 0, com remoção do cateter ao 3ºdia, sem complicações.
Discussão:
Técnica com bastante evidência, nomeadamente nas mastectomias, levanta-nos dúvidas por dois motivos: 1 -Supostamente técnica principalmente analgésica, mais utilizada para cirurgia com componente mais muscular; 2 - Falta de evidência no universo pediátrico.
Trata-se de uma técnica de execução exigente, com diferentes hipóteses de abordagem ecográfica, que obriga à prática frequente, já que para resultados ótimos é obrigatório garantir a correta colocação do cateter no espaço paravertebral, para se obter o beneficio total do bloqueio analgésico e simpático.