imagem top

2018

ANUÁRIO DO HOSPITAL DONA ESTEFÂNIA
REPOSITÓRIO MÉDICO CIENTÍFICO

logo chlclogo HDElogo anuario

ABORDAGEM TERAPÊUTICA DO INTESTINO NEUROGÉNICO EM DOENTES COM SPINA BIFIDA

Nuno Tomás1, Rita Francisco2, Maria José Costa2

1 - Medicina Física e de Reabilitação, Serviço de MFR do Hospital S.Francisco Xavier, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental
2 - Medicina Física e de Reabilitação, Serviço de MFR do Hospital D. Estefânia, Area da Mulher ,da Criança e da Adolescência, Centro Hospitalar de Lisboa Central

Reunião institucional (Reunião do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Hospital de Dona Estefânia)

Resumo:
Introdução: A Spina Bifida é uma malformação do tubo neural traduzindo-se num encerramento deficiente dos arcos vertebrais posteriores podendo haver herniação de tecido neural. As manifestações clínicas da spina bífida são diversas. Frequentemente, além de alterações da força e da sensibilidade dos membros inferiores, os doentes apresentam uma bexiga e intestinos neurogénicos. O intestino neurogénico é um problema com um impacto significativo na vida destes doentes, podendo traduzir-se num quadro incontinência fecal, obstipação, defecação infrequente ou difícil.
Materiais e métodos: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica utilizando os motores de pesquisa Pubmed, Cochrane, Google Scholar e PEDro, com as palavras chave “spina bífida” e “neurogenic bowel”. Foram incluídas 20 publicações em inglês, que se consideraram mais relevantes para a temática em questão. Além disso, recorreu-se outros recursos bibliográficos na área da reabilitação neurológica.
Resultados: Crianças com Spina Bifida tendem a tornar-se mais obstipadas com a introdução de alimentação sólida. Programas que visem a continência ou o treino intestinal devem ser instituídos de forma a replicar as etapas do desenvolvimento normais da criança. Há diversas opções terapêuticas, como estabelecer rotina de evacuação, otimizar dieta e ingestão fluidos, potenciar o reflexo gastrocólico, recorrendo à massagem abdominal ou à manobra Valsalva, estimulação retal farmacológica ou digital, remoção digital das fezes, laxantes orais, irrigação transanal, técnicas de neuromodulação, técnicas cirúrgicas como a cecostomia, que permitem o enema anterógrado e como último recurso a colostomia/ileostomia. Podem ser utilizados vários métodos em simultâneo, no entanto a abordagem deve ser o mais conservadora possível, apenas recorrendo a métodos mais invasivos se os anteriores deixaram de ser eficazes. Recentemente, há alguns autores que desenvolveram métodos de reconstrução das estruturas do controlo nervoso vesical e intestinal que parecem promissores, mas ainda são técnicas experimentais.

Palavras Chave: Spina Bifida, intestino neurogénico